Top Top.Jpg: 10 sub-units no K-pop que foram esquecidas com o tempo

Em um belo dia, alguém em um belo lugar me pediu para fazer um Top Top.jpg com sub-units que não sobreviveram com o tempo. Não vou lembrar aonde pediram isso, mas eu sei que gostei da sugestão e fui desenvolvendo esse post para chegar no dia de hoje e postar para vocês, mostrando que eu leio SIM tudo que vocês comentam e ainda aproveito as sugestões que vocês dão. Então se você quiser dar alguma sugestão de pauta ou quer ver algo especial no blog, me manda 50 reais no Pix que eu penso se vou fazer (Mentira gente, só deixa nos comentários a sugestão que eu dou um jeito de fazer o mais rápido possível).

Enfim, no Top Top de hoje vamos falar daquelas sub-units que passaram batido pelo público, com planejamentos caóticos ou conceitos questionáveis que deixavam evidentes que não chegariam a lugar nenhum. Afinal muita gente tenta, mas não é todo grupo que tem um Orange Caramel para chamar de seu. Todo mundo pode ter esquecido dessas 10 sub-units, então aqui estou nessa missão de relembrar as delícias que elas lançaram:

10º lugar — T-ara N4 – Jeon Won Diary

O T-ara N4 surgiu no meio do caos que o grupo passava pelo escândalo de bullying na Hwayoung, e tudo ficava ainda mais caótico com o desenvolvimento do grupo: Teve a Areum saindo do T-ara meses depois dessa música, a MBK botando no lugar a integrante de Schrodinger Dani, que no papel fez parte do T-ara mas nunca chegou a lançar uma música com o grupo, a infame época de promoções nos Estados Unidos com o suporte do ainda mais infame Chris Brown e tudo indo parar numa constrangedora performance em uma pool party. Tudo no T-ara foi um desastre pedindo para ser esquecido COM EXCEÇÃO da música, que é um recado direto para o pessoal falando merda do grupo ir cuidar da sua vida num farofão glorioso. É aquilo né: Tudo deu errado mas elas serviram mesmo assim.

9º lugar — Loona 1/3 – Love&Live

Lembram quando o Loona tinha um projeto muito bem estruturado e organizado para uma história que parecia se desenvolver lindamente ao longo dos MVs? Pois é, a fanbase de twitter delas não passava fome com o grupo antes do debut oficial, e tudo isso começou com as meninas da sub-unit Loona 1/3, que se juntaram depois de 4 solos para lançar “Love&Live”. Não vou fingir que sou um grande fã dessa música desde sempre mas, ouvindo hoje em dia, serve um synth bem elegante e bonito em uma música bem boa. Para o azar delas o Loona foi ganhar moral no single que veio depois de toda a promo dessa unit, e isso fez com que o 1/3 fosse ofuscado e esquecido com o tempo. E agora que a BBC parece muito pouco inspirada com o gerenciamento do Loona, reviver o 1/3 parece apenas um sonho distante daqueles que ainda dão moral para essa sub-unit.

8º lugar — Strawberry Milk – OK!

O Crayon Pop era o grupo que tinha as irmãs gêmeas ChoA e Way na formação, então era inevitável uma sub-unit com as gêmeas sendo gêmeas em um trabalho que ressaltasse que elas são gêmeas. O grupo tinha o ouro nas mãos e soube aproveitar em “OK”, onde o aegyo tosco e bobinho que dava certo no Crayon Pop foi elevado em outro nível no Strawberry Milk. OK! chega a ser too much em certos momentos e a música pode encher o saco de tanto açúcar e energia, mas se você é daqueles que tem um pouquinho mais de paciência com esses números mais bobinhos com a única intenção de divertir, “OK” pode ser uma boa fonte de serotonina para o seu cérebro.

7º lugar — AOA Cream – I’m Jelly Baby

O AOA tem a incrível façanha de ter 3 sub-units que, juntas, lançaram 2 músicas. Tivemos o AOA Black com “MOYA”, o AOA White que basicamente só existiu no papel e o AOA CREAM, que foi uma tentativa de impulsionar a popularidade das mais flopadas do grupo para ficarem mais próximas do nível de Jimin e Choa, pelo menos (Seolhyun já era esperar demais). Aí valeu a criatividade da FNC, botando a unit para bancar as garotas mágicas saídas direto de um Sailor Moon para contrastar com o sexy concept que o grupo vingou depois de Miniskirt, e embora “I’m Jelly Baby” não seja a melhor música do universo, o esforço de criar um Orange Caramel para o AOA foi muito válido. Talvez desse certo com integrantes mais populares, mas em 90% dos casos a Coreia acredita que flop + flop = flop mesmo.

6º lugar — Rainbow Blaxx – Cha Cha

A fase aegyo do Rainbow foi tão detonada pela Coreia que a DSP pensou “Hum, talvez eles queiram uma piranhagem do nosso grupo”, e aí criaram a sub-unit “Rainbow Blaxx”. O óbvio era fazer uma sub-unit com as que não estavam no Rainbow Pixie, mas aí Seungah e a Hyunyoung também estavam no Rainbow Blaxx e as gatinhas que eram fofinhas em “Hoi Hoi” do nada estavam batendo cu num shortinho preto justíssimo e revelador. Nada faz sentido na formação dessa sub-unit, mas temos que dar créditos para eles disfarçarem muito bem o fato de usarem a ideia de um PUTEIRO como conceito de girlgroup numa música atrevidíssima. Claro que rolou um backlash pelo conteúdo ser sexual demais, mas em 2014 o K-pop tentava de tudo e “Cha Cha” definitivamente vale o play.

5º lugar — SPICA.S – Give Your Love

Depois que a Lee Hyori saiu do gerenciamento do SPICA, a B2M Entertainment achou que a melhor ideia seria criar uma sub-unit sem uma integrante, chamar de “SPICA Special” e jogar um single sensual do Brave Sound Drop It como todos os outros singles sensuais que o Brave Sound Drop It desovou naquela época. A unit é totalmente imemorável e só serviu para o grupo perder o pouco de buzz que elas conseguiram antes, mas “Give Your Love” é aquele hino genérico sensual que você sabe que já ouviu 200 vezes em girlgroups de segundo escalão do K-pop mas, se começa a tocar, sua bunda já se empina automaticamente para rebolar sensualmente. Bons tempos em que você pedia ser uma gostosa melodramática implorando por um amor.

4º lugar — Pristin V – Get It

O Pristin em si é tratado como um verdadeiro surto que a Pledis teve em 2017 (E até posteriormente com metade do grupo indo redebutar no grupo-de-1-música-só HINAPIA), PORÉM ainda rendeu a sub-unit Pristin V com o que muita gente considera como a formação ideal para o grupo ter sucesso logo de cara: Uma formação mais enxuta de 5 integrantes e com as gatinhas que tinham o buzz do Produce 101/I.O.I não carregando tanta avulsa nas costas como estava antes. O sucesso com essa sub-unit não rolou mas, para as 14 pessoas que ainda lembram que o Pristin existiu, “Get It” é o melhor da grande carreira de 3 singles que o grupo teve, então vale aqui uma grande menção para um grupo que viveu de escolhas erradas ao longo dos anos.

3º lugar — 2YOON – 24/7

Lá entre o final de 2012 e início de 2013 o 4minute já era um grupo popular na Coreia, não sendo popular a ponto bater grupos da parede inquebrável (Até então) mas sendo um nome forte na indústria e com uma integrante popular para chamar de sua. Para aproveitar o embalo, a Cube anunciou a unit 2YOON, onde as duas gatinhas com yoon no nome (Gayoon e Jiyoon) se juntaram para dar aquele boost na popularidade individual de ambas. Não deu certo e a sub-unit morreu no 1º EP mesmo, mas temos que aplaudir a audácia da Cube em achar que eles iam hitar com um sertanejo desses em plena Coreia do Sul quando o coreano médio baba por bossa nova e outras coisas mais vinil da MPB. “24/7” até que é uma faixa legal e fora da casinha, mas desde o início já dava pra ver que não ia rolar né.

2º lugar — Nine Muses A – Lip 2 Lip

Quando rolou a última debandada de musas no Nine Muses, com 3 integrantes saindo e a Seungah entrando em hiatus pra fazer qualquer coisa em algum beco de Busan, a Star Empire anunciou a sub-unit 9MUSES A, lançando a boa, bonita e gostosa “Lip 2 Lip”. Teoricamente a sub-unit manteria o nome do Nine Muses vivo enquanto esperavam a Seungah dar sinal de vida, mas aí a Seungah resolveu pular fora do barco, o que era sub-unit virou grupo e o Nine Muses virou uma zona tão grande que a própria “Lip 2 Lip” teve sua tag mudada para o grupo, mostrando que a Star Empire estava disposta a fingir que essa sub-unit foi um um surto coletivo. Essa bagunça quente envolvendo as musas culminando na Star Empire admitindo a derrota merece o 2º lugar, e só não alcançou o TOPO dessa lista pois o 1º lugar ainda não deu o braço a torcer:

1º lugar — SNSD Oh!GG – Lil Touch

A SM viu seu principal grupo feminino esfarelar depois do aniversário de 10 anos de carreira, com 3 das 8 integrantes do SNSD indo se virar em carreira solo fora da empresa. Mas ao invés do pessoal de lá SEGUIR EM FRENTE com os 450 solos anuais da Taeyeon (Já que todas as outras que cantavam no SNSD saíram de lá), a SM resolve tirar do ar a Sub-unit Oh!GG, composta por todas as integrantes que ainda estavam na SM, para lançar “Lil Touch” que aparentemente era um solo da Yuri (Sorte dela, pois o solo dela mesmo é bem melhor que isso aqui). Tudo isso pra ficar alimentando fanfic de que o grupo algum dia volta com o OT8 que já dura uns bons 3 anos.

Se eu fosse ranquear por qualidade, “Lil’ Touch” passaria longe do topo desse Top Top por ser uma das mais meia boca da lista, mas essa persistência da SM é gloriosa e a fanbase acreditando (Ou fingindo que acredita) que essa sub-unit não é o último suspiro do SNSD como grupo deixa tudo num outro nível. E caso o grupo volte em junho mesmo essa sub-unit é aí que o pessoal finge que o Oh!GG nunca rolou, então só temos vitórias aqui. Parabéns para a SM que criou uma sub-unit para absolutamente NINGUÉM dar uma moral no fim do dia, dando mais um #1 na carreira do SNSD.

22 comentários em “Top Top.Jpg: 10 sub-units no K-pop que foram esquecidas com o tempo”

  1. O mini album do 2yoon foi por muito tempo um dos meus álbuns favoritos do kpop. 24/7 é realmente estranha, mas as outras músicas são muito boas. minha favorita é Nightmare. e ah, se não me engano, elas já haviam gravado a faixa título do primeiro comeback, mas a Cube implodiu o grupo. Saad.

    Outras 2 units que foram um surto coletivo: AS Red e AS Blue. até hoje não entendo o que a Pledis queria com essas units.

    Imagina um grupo ter 2 units e você não fazer parte de nenhuma? assim que a Noeul e a Yoonhye provavelmente se sentiam kkkkk coitadas

    Curtir

  2. Uma pena que não só o 1/3 mas TODAS as sub-units do LOONA foram abandonadas com a saída do Jaden Jeong… a BBC só lembra que elas existem na hora de formar grupinhos pras fotos promocionais, quando não quer socar 12 mulheres de uma vez numa mesma foto.

    Sobre as units do AOA, vale lembrar que apesar do AOA Black só ter tido um single próprio, ele também chegou a ter suas próprias versões oficiais de alguns singles do grupo principal (o que garantia algumas linhas a mais pra Mina, e MUITAS linhas a mais pra Choa). Teve um music show que fez o debut delas “mesclando” as versões Black e piriguetes de Elvis (com Seolhyun tendo ZERO linha).

    Quanto ao AOA Cream, bom… o rap da Chanmi nesse single é muito bom. Fora o rap, é uma música que poderia ter sido lançada pelo Apink antes das Apink mudarem de conceito (e de narizes). E isso não é exatamente um elogio.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ah sim, ia dizer que senti falta das units Red e Blue do After School – ainda mais considerando a referência ao Orange Caramel na introdução -, mas infelizmente as músicas dessas duas units não eram boas.

      Uma pena, porque a ideia de ter uma unit angelical e uma mais safadinha era muito boa (ainda mais considerando toda a rivalidade entre o aegyo e o sexy concept na época, antes desses dois conceitos serem mortos pelo girlcrush no k-pop).

      Curtir

    2. Como um fã de Apink desde 2015, I’m Jelly Baby não tem nada a ver com o que o Apink lançava antes de 2018, nem mesmo o conceito se encaixa no mesmo aegyo delas…

      Curtir

  3. Eu amo essa do OhGG! KKKKKK mas acho que engulo qualquer coisa com resquícios de SNSD (menos alguns solos da Taeyeon).
    E essa história de que o grupo não deu disband é só pra elas e a empresa continuarem lucrando com o nome “Girls Generation”. Achei muita graça dos fãs no twitter acreditando mesmo que vai ter comeback, coitados…

    Curtir

    1. Exatamente. Sone atualmente consegue ser pior que Blackjack, fica alimentando essa fic que tá óbvio que o grupo não vai voltar mais. Só a Tiffany não quer mais saber da Coreia, algumas (ex-)integrantes fingem que o grupo nunca existiu. O que as pessoas têm que entender é que NINGUÉM quer ser idol para sempre. Ser idol é cansativo, é como se estivesse em uma prisão (ainda mais na SM), sem liberdade alguma, e por isso mesmo que a grande maioria dos idols vira ator, porque é o que eles sempre queriam e ser idol foi apenas uma ferramenta para ajudá-los a atingir o topo. As meninas do SNSD já ganharam tudo o que tinham que ganhar, agora elas só querem viver a vida delas tranquilas mesmo. Os fãs tinham que entender isso…

      Curtido por 2 pessoas

    2. As próprias SNSD cagaram pra essa música, não se prestaram nem a fazer um dance pratice pra os dance covers serem alimentados, realmente essa unit foi um surto, e o que me choca mais é as views disso serem maiores que o próprio comeback ot8.

      Curtir

  4. Ainda anseio pelo dia em que algum grupo vai lançar uma sub-unit tão icônica quanto Orange Caramel. Enquanto isso, fiquem com Abing Abing, uma música promocional para vender sorvete e que sozinha é melhor que grande parte dos lançamentos de K-pop recentes:

    Curtido por 1 pessoa

  5. Sugestões de post (só Top Top.jpg): Top 10 músicas que envelheceram MUITO mal, Top 10 (garotas-)grupos com a melhor discografia do K-pop, Top 10 músicas de véias asiáticas, Top 10 atos japoneses que todos deveriam conhecer e é isso por enquanto :flushed:

    Curtir

  6. Eu gosto muito de love&live a historinha da vivi robô já é maior q toda a carreira das outras Unit juntas, pena q as Units foram tudo esquecidas e só servem pra movimentar as teorias quando sai os teaser do comeback, eu gosto de lil touch acho bem chic e serve pros chatos dos sones ainda se sentir vivo sempre q sai algum boato q o snsd vai voltar ( eu gosto de como fã de grupo da sm adora chuta os grupos mortos achando q vai ter comeback sendo q a sm só não quer matar a marca que fatura tanto e faz os cara do naver fazer artigo todo mês com boato de volta pra movimentar os fandom )

    Curtir

  7. Que alívio em ver alguém que pensa como eu em relação a esse delírio coletivo de unit do SNSD. E me cansa ver gente aclamando essa música, que na minha opinião é bem morninha e nem é lá essas coisas. Eu vivo na Internet acabando com as ilusões dos fãs.

    Sobre o Rainbow, eu confesso que foi bem chocante na época pra mim assistir esse mv. Não acompanhava elas com frequência e fiquei tipo wow.

    E nem fale sobre AOA , aff, eu era fã de uma das ~flops a Hyejeong e achava ela tão linda e o combo perfeito. Mas sempre esquecida no churrasco, das AOA eu acho que ela sempre era a mais esquecida dos fãs. Eu apesar de não gostar dessa música, tinha gostado do conceito garotas magicas e torcia pra uma continuação da historinha. Infelizmente FNC jogou tudo no lixo!

    PS. Eu sempre esqueço dessa unit do T-ara, sou uma péssima! Na época do bullying do grupo me afastei um pouco porque tinha que focar mais na escola e só fui ver tudo um ano depois do Carnaval que fizeram em cima dessa história.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s