Dreamcatcher está de volta com a loonática “Odd Eye”

Odd Eye… Loona… Odd Eye Circle… Entenderam?! Era só isso mesmo, esse comeback não tem nada a ver com Loona.

Enfim, Dreamcatcher está de volta com seu 6º mini álbum (7º contando com o mini especial “Raid Of Dream”) “Dystopia: Road To Utopia”, encerrando a trilogia de lançamentos “Dystopia” do grupo. E o single da vez é “Odd Eye”, que não só fecha essa sequência de lançamentos como esclarece algumas coisas do grupo comigo:

Essa nova trilogia do Dreamcatcher veio focada em misturar estilos novos na fórmula das maiores metaleiras da Coreia: Em “Scream” elas meteram um farofão eletrônico, em “BOCA” elas vieram com Moonbahton e em “Odd Eye” tivemos hip hop misturado com o rockzão tradicional do grupo. Acompanhando isoladamente parecia que o Dreamcatcher estava somente buscando formas de tornar o seu som menos nichado, mas vendo todo o conjunto isso vai além, pois é como se estivéssemos diante de um “segundo livro” do Dreamcatcher, com um conceito e execução diferentes da primeira trilogia mas, ao mesmo tempo, fazendo parte de todo o universo do grupo.

Construir a discografia através da criação de grandes histórias divididas em três partes foi uma sacada muito boa do grupo, dando um novo significado ao conceito de trilogias que o K-pop vinha apresentando e abrindo o leque para novas possibilidades tanto dentro quanto fora da assinatura do grupo. A equipe por trás das ideias das meninas está de parabéns, pois hoje dá para ver o Dreamcatcher como um grupo que amplia seus horizontes e, mesmo se isso não continuar numa possível 3ª trilogia, criou uma energia magnética em cima do grupo, deixando aquele pensamento do que elas podem experimentar e ousar da próxima vez. A única coisa que temos certeza é que o Dreamcatcher vai continuar ensinando pro Maroon 5 como é que se faz rock, mas de resto tudo é possível.

Falando um pouco de “Odd Eye” em si, a música me lembra algumas músicas mais bate cabeça que a G.E.M fez no último álbum de estúdio dela, colocando rap e vocais na mesma mistura de hip hop e rock. Claro que cada qual tem suas particularidades, como o fato da música do Dreamcatcher ser mais “idolish” e a G.E.M não servir coreografias no geral, mas a essência é a mesma.

E acho que essa mistura favorece o Dreamcatcher, especialmente no rap que normalmente soa deslocado (E até desnecessário) nas músicas do grupo, mas aqui ele é mais memorável, como se a música pedisse um momento desses. Os versos são bons, mas o grande auge de “Odd Eye” é quando o metal estoura na faixa, pois aí elas tem a oportunidade de servir toda a intensidade e emoção habitual na faixa. Eu esperava um pouco mais dessa explosão no refrão mas nada que me fizesse ficar tão decepcionado (E as adições no refrão final são maravilhosas).

Dessa trilogia de singles a minha ordem de preferência é “Scream” > “Odd Eye” > “BOCA”, mas no final do dia acho que todo mundo quer bater cabeça e invocar forças ocultas com um headbanger das meninas, então quando o lado metal ganha força nas músicas tudo passa a fazer sentido. Dreamcatcher é um daqueles grupos que a gente tem ideia do que elas vão fazer, e essa mistura do que já é esperado com o que surpreende já é o suficiente para transformar o grupo em uma das coisas mais interessantes do K-pop nos últimos anos. Não necessariamente um dos grupos que mais acrescentam na minha playlist, mas definitivamente um grupo que vale a pena ficar de olho.


Hidden gem: Poison Love

Embora eu sinta que já ouvi álbuns melhores do Dreamcatcher, o Road To Utopia é um bom EP. A intro do álbum merecia ser uma faixa completa mas, como isso não rolou, fiquem com a minha album track favorita “Poison Love”. O instrumental é o mais “K-pop” do álbum, bem leve se compararmos com o resto do EP (E com o que o Dreamcatcher costuma lançar), mas essa energia mais dark e dramática que elas transmitem nos vocais dá todo um diferencial para a música, especialmente no refrão que te puxa para uma queda profunda e um pouco perturbadora, dando uma sensação deliciosa ouvindo. O EP tem outras boas faixas, mas “Poison Love” é a música mais forte que esse comeback proporcionou (Fora a title track).

15 comentários em “Dreamcatcher está de volta com a loonática “Odd Eye””

  1. Dreamcatcher sempre consistentes. Essas pequenas “inovações” que elas fizeram foram o suficiente pra elevar a popularidade do grupo de uma forma estranha (o album ja vendeu 40k na coreia em um dia mas provavelmente elas vão perder pra um grupo aleatório de meninos de algum reality).
    Eu realmente espero que elas participem do Queendon em vez do Road.
    Esse ainda pode ser o último ano com o grupo inteiro visto que o contrato das meninas que eram do Minx acaba, o que ninguém lembra pq não sabem que o dreamcatcher tem um passado.
    Elas conseguiram entrar em uns 2 charts e as views tão ótimas, espero que continuem e que o grupo continue crescendo ❤

    Curtir

  2. Elas fizeram um baita sucesso com esse comeback por lá, barraram até o coral da penitenciária de Seoul. E que consigam o first win (que já devia ter vindo faz tempo, na vdd…) e continuem a crescer!

    Curtido por 1 pessoa

  3. esse cb tá muito bom. odd eye é uma baita música (não supera scream mas é bem melhor que boca o que na minha opinião já é um avanço) e o maior destaque pra mim aqui vai pra handong cantando tanto quanto a siyeon e a yoohyeon (considerando que a fofa recebia uma linha por caridade nas músicas mais antigas). o clipe também não fica pra trás: elas tão lindas e os efeitos especiais tão on point (finalmente a hf conseguiu um orçamento pra caprichar na produção). espero que elas ganhem um win nesse cb, mas aposto q nem no the show elas vão conseguir, ainda mais depois daquela história na era deja vu. enfim, que elas continuem crescendo e lançando música nesse nível de qualidade por mais tempo!

    Curtido por 2 pessoas

      1. ando tão desligada nesses negócios de lançamento que eu nem sabia que a iu ia lançar música kk mas como tu falou vai ficar impossível mas sonhar não custa nada ne

        Curtido por 1 pessoa

  4. eu acho que a dami já forneceu raps melhores, mas isso não tira o mérito de que odd eye é o comeback que todo mundo pediu, elas entregaram tudo

    Curtir

  5. Odd Eye é boa, mas Poison Love foi realmente a cereja do bolo pra mim nesse comeback… O que me deixou meio frustrado foi o verso final da música, que poderia ter durado um pouquinho mais, mas nada que um extended mix não resolva

    Curtir

  6. Curti. Elas entraram no meu radar com Deja Vu. E então passei a escutar de longe.
    Os vocais dramáticos e os raps são bons_ na minha opinião, a menina do rap desse grupo tem mais presença e impacto que algumas que algumas que a turma baba o ovo, mas enfim, isso fica pra próxima_
    Torcendo que elas alcancem voos maiores e conseguir bombar com turma. Vejo grupo que bebeu da mesma fonte delas e conseguiu, por que as mesmas não podem? Né. ❤

    Curtido por 1 pessoa

  7. (momento panfletagem) Inclusive, se algum dos servos de Satã estiver afim de invocar o senpai hoje (ou qualquer outro dia, claro), fiz uma “versão metal” pra ajudar no ritual:

    Curtir

Os comentários estão desativados.